Rascunho

Toco você
Assim como toco
Meu velho e oco violão
Assim como a luz do sol
Toca esse poema
Da cor azul do teu céu
Em meu coração
Olhe para cá
Com aquele velho sorriso
Que me faz me perder
Em um labirinto
E me faz querer
Fazer de ti versos
Com minhas próprias mãos
Em teus olhos é que posso ver
O escuro de tua sombra
Que faz crescer em mim
Uma constelação
Danço na chuva
Sem conseguir
Buscar na platéia
Olhos como os teus
Que fazem-me louca
E de controvérsias
De uma eterna paixão

Dedicatória para ele, pessoa enigmática.
Por #ninichristie

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s