Deixou-se ir

Antigamente era só um sonho,
Olhos azuis esfomeados,
Aqueles que foram e que não voltam.
Como sinto falta, era quente e eu não tinha medo.
Suas palavras eram aquelas “eu estou aqui”
E delas eu fazia o meu berço
Dos braços saíam asas
Das asas o brilho inocente do amor que sentíamos
Aos poucos morreu
Meu amor e eu
Que hoje nem sonho e tampouco imagino

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s