Cárcere Ilusório

Já deu o tempo.
Na prisão, sou prisioneiro.
O guarda não libera nada.
Nem luz, nem alimento, nem água.
Me sinto como um animal, porém na jaula.
Não sei ao certo quem é você nessa história.
Não é túnel, mas me faz fugir dessa prisão.
Tu não tem pá nem colher, mas cavou até meu coração.
Não trouxe nem sol nem lua, trouxe liberdade, nua e crua;
Trouxe o futuro, a esperança, uma chance pra mim.
Trouxe ao mundo uma nova vida, a minha, a sua, sem volta, só ida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s