Sexta-feira 13

EstacaoImaginaria-Facebook-PostNormal-SextaTreze-1000x1300px

Quem é que não conhece a história envolvente de Psicose, a inesquecível relação de mãe e filho entre Norman e Norma Bates? 

O livro de Robert Bloch, editora DarkSide® Books, é sem dúvida um clássico, tendo como inspiração a história verídica no caso do assassino de Wisconsin, Ed Hein. A história desse assassino em série você pode encontrar no livro Serial Killers – Anatomia do mal, também da editora DarkSide® Books. Na trama, Marion Crane, uma mulher apaixonada que sonha em casar-se com seu amante, Sam. Ela vê surgir uma grande oportunidade, ao ser confiado a ela uma grande quantinha em dinheiro, 40 mil dólares, para ser depositado no banco. Marion decide então fugir com o dinheiro e encontrar-se com seu amante. Durante sua fuga, sabendo que a polícia estaria a sua procura, Marion resolve se hospedar num hotel a beira da estrada, o Bates Motel. Lá ela é atendida pelo gerente do motel, Norman Bates. Marion e todos nós no simpatizamos com o belo rapaz, além de educado, Norman nos transmite inocência. O rapaz tem um convívio estressante ao lado de sua mãe, Norma, alguém que por mais rabugenta que nos mostre ser, é a mulher por quem Norman se doa todo seu tempo e devoção. Se aproveitando disso, Norma está sempre manipulando seu filho, acatando-o e o oprimindo, o que nós faz sensibilizármos com o personagem. Não é uma questão de tempo para protagonizármos a cena mais famosa de toda história do cinema, aquela em que Marion é brutalmente esfaqueada durante o banho e é levada a óbito. A partir daí, nos debruçamos num suspense de tirar o fôlego, a busca de Sam juntamente com a irmã mais nova de Marion, Lila, em busca de respostas ao saber que a última parada de Marion foi ao hospedar-se no Bates Motel.

Algumas curiosidade envolvendo o livro Psicose, é que quando decidiu produzir o filme Alfred Hitchcock adquiriu anonimamente os direitos de Psicose por 11 mil dólares e comprou todas as cópias disponíveis do livro no mercado para que ninguém o lesse e soubesse o desfecho da história, além de hipotecar a própria casa para levar o filme as telonas. Psicose, o filme, custou 800 mil dólares e faturou 50 milhões de dólares nas bilheterias do mundo inteiro. Sobre esses fatos você encontrará no livro Alfred Hitchcock nos bastidores de Psicose, por Stephen Rebello, publicado no Brasil pela editora Intrínseca.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s