Resenha: Mitologia Nórdica – Neil Gaiman

20171029_194651Nos mostrar mais sobre o mundinho dos deuses vikings é o objetivo de Neil Gaiman em seu Mitologia Nórdica (2017, Intrínseca). O autor reúne nesse livro o começo de tudo e o fim dos deuses nórdicos, o Ragnarök, suas histórias, mitos e lendas. Não é bem um romance, é claro, é mais uma contação de histórias, mas com o toque especial que Gaiman consegue dar em seus livros. Vamos lá?

Sinopse: Quem, além de Neil Gaiman, poderia se tornar cúmplice dos deuses e usar de sua habilidade com as palavras para recontar as histórias dos mitos nórdicos? Fãs e leitores sabem que a mitologia nórdica sempre teve grande influência na obra do autor. Depois de servirem de inspiração para clássicos como Deuses americanos e Sandman, Gaiman agora investiga o universo dos mitos nórdicos. Em Mitologia nórdica, ele vai até a fonte dos mitos para criar sua própria versão, com o inconfundível estilo sagaz e inteligente que permeia toda a sua obra.

Fascinado por essa mitologia desde a infância, o autor compôs uma coletânea de quinze contos que começa com a narração da origem do mundo e mostra a relação conturbada entre deuses, gigantes e anões, indo até o Ragnarök, o assustador cenário do apocalipse que vai levar ao fim no mundo. Às vezes intensos e sombrios, outras vezes divertidos e heroicos, os contos retratam tempos longínquos em que os feitos dos deuses eram contados ao redor da fogueira em noites frias e estreladas.

Mitologia nórdica é o livro perfeito para quem quer descobrir mais sobre a mitologia escandinava e também para aqueles que desejam desvelar novas facetas dessas histórias.

Como adiantei antes, e como bem diz a sinopse, Neil Gaiman traz, a seu modo, as principais histórias da mitologia nórdica, detalhadas e contadas de uma forma bem interessante. Cada capítulo é uma dessas histórias, que, segundo o próprio Gaiman, são baseadas em livros e estudos que ele leu para poder recriar e recontar as famosas histórias escandinavas. Quase podemos chamá-lo de um livro de contos, mas é uma história completa, que trespassa por vários anos, do começo ao fim.

Gaiman criou diálogos ricos, mas objetivos, com um toque especial de humor e ironia, principalmente nas histórias que envolvem Loki, o deus da trapaça. Acredito que tenha sido uma forma de melhor recontar essas lendas.

Confesso que muitas histórias me eram familiares, principalmente pela série Magnus Chase e os Deuses de Asgard, de Rick Riordan (que tem resenha aqui e aqui). Pude relacionar diversas histórias contadas por Gaiman com o enredo da série de Riordan, e, claro, conheci novas lendas e mitos, coisas que me parecem bem “reais” (pra quem acredita que, antes de nosso mundo existir, houve o tempo dos deuses, sejam eles nórdicos, gregos, romanos, egípcios ou americanos).

Eu também li Deuses Americanos de Gaiman e também há muitos aspectos em Mitologia Nórdica contidos no clássico do autor, coisas que consegui relacionar e que fizeram ainda mais sentido, como um complemento.

Acho que o livro é basicamente isso: uma forma de conhecermos mais os deuses nórdicos, de conhecer suas histórias por meio das palavras de Neil Gaiman e todo seu brilhantismo. Com certeza vale a pena a leitura e espero que Gaiman se aventure em outras histórias como essas, porque são aventuras marcantes, envolventes e que a valem a pena conhecer. Leia e se divirta com os deuses vikings!

Ficha técnica:

Mitologia Nórdica

Autor: Neil Gaiman

Editora: Intrínseca

Ano: 2017

288 páginas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s