Resenha: Sete Minutos Depois da Meia-Noite – Patrick Ness

20180220_120723

A impressão que dá é o que livro é de terror. Bom, “Sete Minutos Depois da Meia-Noite” não é terror, mas é cruel, eu diria. Patrick Ness se baseia na ideia de Siobhan Dowd para escrever “Sete Minutos Depois da Meia-Noite, obra curta em páginas, mas enorme em outros sentidos, como o de superação, de lições e de que nem todos os monstros dos nossos pesadelos são ruins…

A Sinopse: Conor é um garoto de 13 anos e está com muitos problemas na vida. A mãe dele está muito doente, passando por tratamentos rigorosos. Os colegas da escola agem como se ele fosse invisível, exceto por Harry e seus amigos que o provocam diariamente. A avó de Conor, que não é como as outras avós, está chegando para uma longa estadia. E, além do pesadelo terrível que o faz acordar em desespero todas as noites, às 00h07 ele recebe a visita de um monstro que conta histórias sem sentido. O monstro vive na Terra há muito tempo, é grandioso e selvagem, mas Conor não teme a aparência dele. Na verdade, ele teme o que o monstro quer, uma coisa muito frágil e perigosa. O monstro quer a verdade. Baseado na ideia de Siobhan Dowd, Sete minutos depois da meia-noite é um livro em que fantasia e realidade se misturam. Ele nos fala dos sentimentos de perda, medo e solidão e também da coragem e da compaixão necessárias para ultrapassá-los.

Conhecer Conor O’Malley foi um prazer. Mas a vida dele é complicada… a mãe doente, as únicas pessoas que o vê na escola são aqueles que o perturbam diariamente. Afinal, ele é o garoto que tem a mãe doente, ele é coitadinho… e tudo o que o garoto não quer é isso, ser coitado, ser aquele que não recebe castigos só porque “está passando por um momento difícil”.

Ás vezes as pessoas precisam mentir para si mesmas acima de tudo.

Como disse antes, é uma história breve mas intensa. Conor tem uma verdade. Uma verdade aterrorizante e assustadora. E é isso o que o monstro quer, aquele monstro que aparece sempre sete minutos depois da meia-noite, sempre 0h07. Mas não é esse o pesadelo que Conor teme, não… ele teme o outro, aquele que traz a verdade, aquele que o assusta realmente. Esse monstro da 0h07 não é tão assustador quanto o verdadeiro monstro do verdadeiro pesadelo.

Mas só para te dar uma ideia do que esperar. O monstro tem um objetivo. Há um objetivo, uma razão para tudo. O horário, as três histórias enigmáticas que ele insiste em contar para Conor, que mais se irrita do que se assusta com esse monstro (afinal, ele já viu coisas piores…). Existe um motivo para tudo e, no meio de tudo isso, Conor tem que lidar com a mãe doente, a avó que ele não se dá, o pai que vive longe e a escola em que ele é invisível, mas não deixa de ser atormentado diariamente.

Não é tarde demais. Nunca é tarde demais.

Além de Conor, eu também gostei de conhecer Patrick Ness e sua narrativa. É algo muito objetivo e direto, sem enrolações, mas ao mesmo tempo instigante, pois queremos saber o que é a verdade, o que Conor esconde, mesmo já tendo pistas sobre isso no meio do livro. Quando eu compreendi a ligação de tudo, o motivo de o monstro chegar sempre sete minutos da meia-noite (ou não), foi muito intenso e fascinante…

Portanto, eu mais que aconselho você a ler o livro e depois assistir ao filme, pois você irá se emocionar, chorar e abstrair muitas lições desse livro. Acredite!

Ficha técnica:

Sete Minutos Depois da Meia-Noite

Autor: Patrick Ness

Editora: Novo Conceito

Ano: 2016

160 páginas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s