Resenha: Filme – Para Todos os Garotos que já Amei

Hoje a resenha vai ser um pouquinho diferente, falarei sobre o filme baseado no livro de Jenny Han, Para Todos os Garotos que já Amei.

Já faz um bom tempo que assisti o filme e planejava fazer essa resenha, porém ela sempre acabou sendo adiada por motivos de: não tive tempo de preparar coisas legais pra fazer uma foto que pudesse ilustrar a resenha. E devo ressaltar também, antes que o caro leitor prossiga daqui, que não li o livro ainda, mas é uma leitura que pretendo fazer, porém não sei quando pelo simples fato de: 1 – Estou sem money, e 2 – Tenho outros livros como prioridade pra ler primeiro. Então é isso, espero que gostem da minha resenha e no final me falem o que vocês acharam do filme também.

resenha-filme-jennyhan

Bom, eu devo dizer que filmes românticos não são a minha praia, nem livros aparentemente. Mas fiquei curiosa por que todo mundo estava comentando sobre esse filme e resolvi que assistiria. Por fim, acabei curtindo, os perrengues que a Lara Jean passava davam um tom cômico pra toda a trama, o que me divertiu muito enquanto estava assistindo, então esse filme me ganhou por aí e pela irmãzinha inteligente que ela tem, que sinceramente foi a personagem que mais gostei, a nossa Kitty.

Além disso, achei o filme bem cliché mesmo, começando pelo namoro falso com o Peter que, óbvio, é previsível que no final eles ficariam juntos, porém achei certas atitudes do Peter muito ruins, como ele ter deixado que a rival de Lara Jean ficasse com o elástico de cabelo favorito dela e fizesse todas aquelas provocações que só quem assistiu sabe. Achei que ele tinha que ter tomado atitudes de homem e não ficar passivo à toda situação, por que magoou a nossa protagonista e deu um por quê a ela nunca procurar os caras que ela gostava, por medo de que coisas assim acontecessem. Claro que, essa insegurança é super normal quando somos adolescentes e, toda essa situação traz um pouco mais de humanidade para os personagens do filme.

Outro personagem que eu amei foi o pai de Lara Jean, o Dr. Covey, ele teve diálogos muito fundamentais que pais normais não tem, e achei incrível ele ser ginecologista e um cara muito mente aberta. Uma das cenas que mais gosto é quando ele da camisinhas a Lara Jean antes da viagem de esqui. Mais uma vez, coisas que pais normais não tem moral pra falar com seus filhos, e diga-se de passagem, achei necessário. Outro diálogo dele foi com a melhor amiga da Lara Jean em que foi inevitável rir alto, ela contestava a profissão dele dizendo que era impossível ser ginecologista sem se atrair por aquilo. Pelo que me lembro, ao menos, parecia isso e eu me peguei pensando: deve ser por isso que eu só me consulto com mulheres. Então além de tudo é filme bem reflexivo, não apenas nessa parte, mas acho que em tudo, sobre nossas escolhas, sobre o que fazemos com nossos segredos e nossa confiança em outras pessoas, como retomar de certos pontos.

De qualquer forma, fica a dica e a resenha desse filme que foi muito cômico pra mim no teor certo e com uma história legal. Basta saber agora o que acontecerá no próximo filme a Netflix já confirmou a adaptação da continuação. Então resta esperar ❤

Hugs and Kisses :*

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s