Resenha: Trono de Vidro – Coroa da Meia Noite – II

74664644_2134522273517418_554736399698362368_n

“Antes ela era Mortal, agora, é Implacável”.

Sinopse:
Celaena Sardothien, a melhor assassina de Adarlan, tornou-se a assassina real depois de vencer a competição do rei. Mas sua lealdade nunca esteve com a coroa. Tudo o que deseja é ser livre e fazer justiça. Enquanto a amizade entre ela e o capitão Westfall cresce cada vez mais, o príncipe Dorian se afasta, imerso em seus próprios dilemas e descobertas. A princesa Nehemia se torna uma conselheira, mas sua atenção está mais voltada para outros assuntos. Em Adarlan, um segredo parece se esconder por trás de cada porta trancada, e Celaena está determinada a desvendar todos eles para proteger aqueles que aprendeu a amar. Mas o tempo é curto, e as ameaças ao redor do castelo de vidro estão cada vez mais próxima.

Resenha:
Celaena após vencer a brutal competição que a livrou das Minas De Sal de Endovier, se tornou a assassina real, mais ainda não conseguiu o que tanto almeja: sua liberdade. Porem, como campeã do rei, tem que cumprir missões dadas a ela pelo rei, sua recompensa, recebia conforto, fartas comidas e conselho da sua melhor amiga Nehemia, além de uma enorme quantia em moedas de ouro que permitia a mesma comprar luxuosos vestidos e muitos livros.

Mais nos arredores do castelo, surgem rumores a respeito de uma conspiração contra misteriosos planos do rei, e Celaena é encarregada de descobrir quem são, porem descobre que um deles é seu velho amigo de anos, ela se vê no meio de uma perigosa trama de mentiras e traições.

“Se queriam a Assassina de Adarlan, eles a teriam. E que Wyrd os ajudasse quando ela chegasse.”

Temos Celaena em uma nova perspectiva. Além de ser ainda uma assassina destemida e uma personagem feminina muito atuante, nós a acompanhamos como a campeã do rei. Posto que lhe foi dado após a vitória obtida no torneio que decidiria quem seria o campeão. Logicamente, várias tarefas lhe são incumbidas e a principal é tragar vidas de quem consipira contra o rei, a coroa e o reino.

Para um reino onde a magia foi extinta há muito tempo, há um mistério escondido ali, túmulos de segredos a serem descobertos, um deles foi uma trágica morte que abalaria a assassina pra sempre, a deixando contra um de seus amigos.

Há um romance entre ela e um dos amigos (ps: eu amei e shippei muito, mas há muita gente que não gostou deles juntos, coitada da Stephanie que aguentava meus surtos kkkkkk)

“Algumas coisas você escuta com os ouvidos, outras, você escuta com seu coração.”

O livro em si foca mais no romance deles dois e no assassinato que abala o castelo de vidro, o que faz Celaena ter uma evolução da sua personagem, não somente dela mais também de Dorian, que acaba descobrindo mais sobre si.

Em meio a tudo isso, temos o lado mágico do livro, onde muitos mistérios envolvem o Olho de Elena. Uma charada tem que ser decifrada, mas quando nossa protagonista finalmente descobre o que a charada quer dizer, muitas coisas acontecerão.

“- Por que está chorando?
– Porque – sussurrou Celaena, a voz falhando – Você me lembra de como o mundo deveria ser. De como o mundo pode ser.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s